45 minutos de show do Flamengo no Maracanã

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Flamengo x Athletico Paranaense
Certicação por Equivalência em 45 dias

O Flamengo das goleadas e grandes exibições voltou. Ainda que precise dosá-las. Depois de confirmar presença na final da Libertadores, o técnico Renato Gaúcho tornou a escalar o que tinha de melhor no Brasileiro. E o resultado foi um massacre sobre o mistão do Athletico-PR no Maracanã, construído em 48 minutos.

Agora, o Flamengo chega a 38 pontos e não deixa o Atletico-MG abrir demais na ponta. Na próxima rodada, o adversário é o Red Bull Bragantino, quarta-feira.

Em 15 minutos o duelo no Rio estava praticamente resolvido. Com uma postura bastante agressiva, o Flamengo amassou o adversário em seu campo e fez logo dois gols, com Éverton Ribeiro e Bruno Henrique. No fim da etapa inicial, Andreas Pereira completou após um contra-ataque de almanaque. O volante tem se tornado mais um protagonista da equipe ao lado do quarteto ofensivo.

Além do controle do jogo e da construção das jogadas com trocas de passes desde a defesa, o Flamengo reativou um comportamento importante no torneio por pontos corridos. A marcação pressão. Os atacantes pressionaram a saída de bola e a segunda linha de marcação, com Arão e Andreas, manteve a intensidade sem a bola. Apenas na última linha, quase nunca vazada, houve falhas de marcação.

Léo Pereira errou o bote em lance que originou pênalti de Rodrigo Caio. Mas houve impedimento no lance é o árbitro de vídeo anulou a marcação. Fora este momento, foi um primeiro tempo perfeito. Com apenas uma defesa de Diego Alves. O goleiro, porém, voltou a ser acionado na segunda etapa, quando o Athletico-PR adotou postura mais ofensiva. E não poderia fazer diferente.

O Flamengo, por sua vez, voltou a apresentar comportamento que se tornou padrão após abrir frente no placar. Tirou o pé, recuou as linhas e apostou no jogo mais reativo. Renato Gaúcho já havia tirado Bruno Henrique no intervalo por precaução, após o atacante se queixar de dores na coxa. Na metade da etapa final, saiu também Filipe Luís, que voltou já pouco de lesão. Pelas circunstâncias, que se somam a perda de quatro atletas convocados nas próximas partidas, o planejamento da comissão técnica é fazer o melhor jogo possível, mas sem deixar de pensar nos próximos.

Fonte : O Globo

VEJA TAMBÉM

As 2 equipes ainda disputaram duas finais de copa super 8 entre elas, com cada uma levando um título. Agora no NBB 14 os dois clubes se fazem protagonistas e farão neste sábado um duelo que promete ser espetacular. A equipe do SESI Franca vem passando por cima dos adversários e confirmando o grande favoritismo de uma equipe repleta de estrelas formada pra ser campeã. Já o Flamengo depois de perder grandes nomes desde a última conquista, montou um elenco de respeito buscando não só banhar Novo Basquete Brasil mas também o mundo.

Tá de boa, Canarinho Belga

Flamengo para em erro individual e já é 2022 na Gávea É… Deu ruim. Não que eu esteja em condições etílicas adequadas pra escrever isso

FlaBasquete NBB Rio Claro

Liberta, DJ

Flamengo e Palmeiras se enfrentam em busca da Glória Eterna 🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶🎵🎶 Aeeeeeeee… Chegou o Grande Dia. E o BoTTeco está de portas com o Prezão

Bem Vindo ao Redação Rubro Negra