Início Na trave
FlaBasquete Flamengo Corinthians NBB

Flamengo joga bem, joga mal, toma gol de jogador expulso, e cede o empate no fim.

Na traaaaaaveeeeee…

Não… O “na trave” aí do título nem é sobre aquele derradeiro lance da partida, com a cabeçada do Gustavo Henrique que quase nos deu a vitória. O “na trave” é uma observação mais ampla, sobre nossa situação no Brasileirão.

Bem… Um daqueles jogos a menos, que nosso olhar rubro-negro com razão transformava logo em três pontos ganhos… Já não deu em nada. Quer dizer… Em nada não. Resultou em um pontinho. Na trave…

E o futebol do Flamengo? Vistoso ou não, e como bem observou alguém no Twitter, “temos que ser resultadistas até o fim dessa temporada e pensar na qualidade só ano que vem”, até que foi um primeiro tempo ok. Resultadista mesmo. Sem encher os olhos, mas eficiente.

Abrindo dois de vantagem com a quebra do jejum do Gabigol, e com o time do Athletico mais nervoso que a gente olhando a tabela do Brasileirão, tava dando pinta de que a missão em Curitiba seria concluída com sucesso. Na trave…

Normal o Athletico voltar ligado no 220 dos vestiários. Até esperado. E daí era hora da gente testar um treco. Se o Renato não sabe (ao que parece) armar a equipe no Modo Avassalador, no jogo contra o Atlético sem “th” no último sábado, o Modo Defensivo foi ativado com sucesso. Saberia o Flamengo “sofrer”, para usar um termo da moda? Afinal, terminamos o jogo com todos os zagueiros, laterais e volantes do mundo em campo. Na trave…

Merecemos bem essa “derrota”. Procuramos, procuramos, até encontrar. Apesar do fato, talvez inédito, de termos tomado gol de um jogador expulso. Kayzer cometeu umas três ou quatro agressões no lance. Sei lá o que o juiz “desviu” quando foi à cabine. É pra “homicidar” o primeiro desgraçado que falar em VARmengo, né?

Faltou o que? Postura. Mais uma vez uma diferença abissal entre um tempo e outro. Geralmente ocorre no sentido “ruim no primeiro tempo, melhor no segundo”. Dessa vez foi no sentido inverso e a vitória nos escapou.

Ainda dá? Dá. Mas é claro, óbvio e ululante que a Missão vai ficando cada vez mais com cara daquelas que deveriam ser designadas ao Tom Cruise, e não ao Renato Gaúcho. E nem adianta estender o “já era”. Amanhã todo mundo vai estar de olho em Atlético-MG x Grêmio. Meu filho já até me convocou para um combo de entretenimento: “Anime + Macumba nas Galinhas”. Vai que…

Campeonato de Pontos Corridos é assim mesmo. É uma competição ganha e perdida em torturante doses homeopáticas, até que a matemática fria bata de vez o martelo. É menos emocionante que competições com Decisão com “D” maiúsculo, mas é assim que é.

Lá no começo nem era… Mas esse parágrafo é. Mesmo sem merecer, bem que aquela bola no último segundo podia não ter esbarrado… Na trave…

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

23:59 “Já era”
00:01 “Vamos, Vamos Grêmioooo🎵🎼🎵🎼🖤💙🖤💙🖤💙🖤” 🤣🤣🤣🤣

PETISCOS

. NUNCA CRITIQUEI. Essa veio “Made in Twitter”. Alguém lá comentou que só 24 horas depois ficamos entendendo, e dando razão, ao gremista que porrou a cabine do VAR. 😡😡😡

. COMEÇOU. Na noite dessa segunda, começou a saga/gincana para a compra dos ingressos da Final da Libertadores no dia 27. Para quem vai, já é clima de decisão. Possivelmente mais tenso até do que o próprio jogo em si. Como não vou, já fiz login e reservei senha, petiscos e vodka em frente à TV. 📺📺📺

. OSTENTAÇÃO. Em um ano inteiro sem receita de bilheteria (os números são até setembro), e com natural queda no número de STs adimplentes, Nosso Flamengo apresentou balancete com superávit de R$ 115 milhões. Fora isso, boa renovação com a Ambev, e que pode ficar até melhor, caso o Mais Querido conclua com sucesso a licitação para seguir no comando do Maracanã. Com o declínio da pandemia, 2022 tende a ser… Nem tem como medir. 💰💰💰

. PRESSÃO TOTAL. Fora a avalanche de críticas de grande parte da Nação, que eu nem sabia que contava com tantos formados em medicina, o DM do Flamengo tem uma pressão extra. Pedro tirou os pontos, e o prazo previsto de recuperação é entre três e quatro semanas. No limite (ou até fora dele) pro moleque estar on no dia 27. Vai, meu DM. Nunca critiquei (na verdade, nunca mesmo). 🏥🏥🏥

MESA DA ARCOIRIZADA

. PARTIU SÃO JANUÁRIO. Acho que vou lá em São Janu fazer uma consultoria. No futebol não tá dando em nada faz tempo, mas semana sim e a outra também eu vejo notícias de que o Vasco renegociou a dívida tal, parcelou a outra, obteve desconto de sei lá quantos porcento em uma terceira. Quando as operadoras ligarem, vou transferir a ligação direto pra lá. ☎️☎️☎️

. CONSTRANGIMENTOS DESNECESSÁRIO. Assim… Desceu (de novo), joga a bagaça e volta. Tô sentindo, pela euforia injustificada, que se acontecer do Botafogo ser Campeão da Série B vai rolar carreata e tudo. Inclusive com direito a gritos de “Chupa, mulambada!!!”. Vai entender. 🤪🤪🤪

. BIRD BOX. Cês lembram desse filme da Netflix? Parece que a cegueira (seletiva) chegou à Nobreza do Laranjal. Foram 7 partidas em outubro, 80 finalizações… E só 20 foram na direção do gol. Dessas, só três balançaram as redes. Adivinhem (no caso, lembrem) só quais foram as três?

MESA DO TORRESMO
(até dia 30/11)

. JEJUM DE LÁ E DE CÁ. Não é só o Gabigol que vivia momento de seca. Lá no Palmeiras, Rony não marca há seis jogos. Vice-artilheiro na temporada com 10 gols, ainda conta com a confiança de Abel Ferreira e, mesmo sem ser centroavante de origem, foi titular nessas últimas seis oportunidades citadas. O atacante é um dos finalistas ao prêmio de melhor da Libertadores. 🐖🐖🐖

Meu Twitter. Cola lá.

You may also like

Deixe um Comentário

Site de notícias do Brasil e do Mundo informação.