FlaBasquete: A história de um grupo campeão.

FlaBasqute campeão de tudo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Há pouco mais de 2 semanas o FlaBasquete conquistava seu sétimo titulo de NBB, o décimo segundo título do campeonato brasileiro contando todas as eras do basquete nacional.

Uma conquista absolutamente histórica por tudo que aconteceu tanto dentro de quadra quanto fora.

No começo da temporada todos os clubes sabiam que teriam que se virar com o fator pandemia que deixaria a edição 13 do NBB ainda mais peculiar.

FlaBasquete e a montagem de uma equipe com cara de campeã.

No dia 2 de junho de 2020 o Flamengo começava oficialmente a apresentar o elenco que faria história na temporada, e o primeiro nome não poderia ser diferente, o do comandante Gustavo de Conti.

O técnico que havia conquistado os últimos dois títulos de NBB, um por Paulistano e o outro pelo FlaBasquete continuava a frente de um projeto que mal sabia ele, que elevaria o patamar subindo o sarrafo e alcançando a excelência.

O esquadrão Rubro-Negro

O primeiro jogador a ser anunciado não poderia ser diferente, no dia 06 de junho Olivinha, o Rei da raça tinha sua renovação de contrato oficialmente anunciada e mais uma vez prometendo ser aquele sangue que corre nas veias das arquibancadas dentro de quadra.

No dia seguinte o outro nome histórico do nosso basquete, também seria anunciado com a renovação do contrato.

O ala MVP Marquinhos, estenderia seu vinculo por mais uma temporada.

Para completar a trinca de ouro o mago Franco Balbi seria o terceiro a ter o anuncio de seu contrato estendido.

Desta forma o FlaBasquete conseguia manter suas três grandes estrelas.

Entre novos nomes e renovações.

Luciano Chuzito Gonzales seria a primeira novidade para a temporada, o ala armador argentino viria direto do campeoníssimo San Lorenzo para a Gávea. Se seu compatriota teve o anuncio da renovação no dia 9 de junho, Chuzito seria anunciado como mais nova contratação no dia 10.

Os três próximos nomes seriam com renovações de contrato. No dia 11 Jhonatan Luz, no dia 13 o grande ala pivô Rafael Mineiro e o ala Léo Demétrio.

O Monstrinho. Ouviríamos falar muito dele.

Yago Mateus enfim seria anunciado. No dia 14 de junho o garoto com personalidade abusada se juntava a família FlaBasquete e o time tomava forma deixando a todos os rubro-negros ansiosos para que a temporada viesse começar o mais rápido.

O mais gentil dos gigantes.

Dois dias depois do anuncio da vinda do monstrinho, um gigante seria confirmado neste que se tornaria um verdadeiro esquadrão rubro-negro.

O que parecia impossível algumas temporada atrás se tornava realidade. Rafael Hettsheimer vestiria o grande manto sagrado, o FlaBasquete no papel já se tornava um dos maiores times que o NBB já havia presenciado. A américa latina olharia para este time de uma forma diferente.

No carioca postura exemplar, foco e respeito aos adversários.

Quando Flamengo entrou no campeonato carioca, não teria uma viva alma no mundo que duvidaria que o caneco seria Rubro-Negro.

A diferença em tudo era gigantesca para os outros times da competição, e talvez tenha sido justamente deste campeonato de tantas cartas marcadas, que começamos a enxergar o grande time que poderia se formar dali não só dentro da quadra mas também com a postura de cada um do elenco.

A intensidade que os jogadores usaram, a cobrança a cada lance do Gustavinho com o time, o respeito em que trataram o campeonato carioca, tornaram além de tudo um time admirado até mesmo pelos adversários.

O quadragésimo sexto titulo de carioca era realidade, e o FlaBasquete partiria para sua maior missão.

Derrota dolorida, aprendizado no caminho.

O campeonato carioca terminou no dia 04 de outubro de 2020, a grande final da Champions aconteceria no dia 01 de novembro. Entre estas duas datas o FlaBasquete realizaria alguns amistosos, e enfim chegaria o dia tão esperado por todos do clube, a grande final da Champions League Américas temporada 2019/2020.

O adversário um velho conhecido dos Rubro-Negros em finais continentais. O Quimsa da Argentina.

Em partida com muitas falhas na defesa, o Flamengo via o sonho da Champions escorrer pelos dedos, levou mais de 90 pontos e isso só iria acontecer só mais uma vez na temporada e mesmo assim o placar seria com vitória, o time sucumbiu diante de um grande Quimsa 92 x 86 e título para equipe argentina.

FlaBasquete o recomeço.

Com a derrota na final da Champions algumas perguntas pairavam no ar. Uma delas seria se um time rodeado de estrelas conseguiria se doar coletivamente e se Gustavo de Conti teria outras alternativas no dia em que a bola de três resolvesse não cair, a resposta viria nos meses seguintes.

Sem muito tempo para se lamentar o Flamengo faria sua estreia no dia 10 de novembro pelo Novo Basquete Brasil.

O adversário seria o Minas Tênis Clube considerado por muitos especialistas como o time que bateria de frente com o FlaBasquete na temporada, logo de cara uma vitória acachapante 102 x 68.

No ritmo frenético realizado nas bolhas, o NBB se desdobrava e a equipe Rubro-Negra teria apenas mais 2 derrotas na temporada e as duas ainda em 2020. Uma para o São Paulo no dia 08 de dezembro e outra para o Corinthians no dia 29 de dezembro.

Um coringa Mexicano certeiro

Em meio a correria dos jogos do turno e entre as 2 derrotas que o Mengão teve pelo NBB a diretoria anunciava o grande coringa da temporada Rubro-Negra, o Mexicano, barra, americano Luke Martinez. Um tiro absolutamente certeiro para o resto da temporada.

No dia 10 de dezembro as redes sociais do clube anunciavam um desconhecido para muitos que em pouco tempo viraria um dos xodós.

1/34 – Copa Super 8

Depois de terminar o ano anterior com derrota o Flamengo faria sua estreia no ano de 2021 na Copa Super 8.

O SESI Franca seria o grande adversário nas quartas de finais da competição. O mengão venceria avançando para enfrentar mais um grande rival, Bauru conquistando mais uma grande vitória.

A final seria contra o São Paulo onde o FlaBasquete já acumulava 2 derrotas em 2 jogos na história do confronto.

Pode se dizer com toda certeza que a partir deste jogo o Flamengo ganhou uma confiança poucas vezes vistas em território nacional.

FlaBasquete x São Paulo segundo ato.

Depois da derrota no turno por 80 x 68 tendo sua maior arma completamente anulada, o orgulho da nação faria a primeira final de campeonato contra a equipe do São Paulo. Um jogo com tempos distintos em que o Flamengo conseguiu uma corrida final espetacular virando o jogo e levantando a taça.

A partida terminou por 79 x 71 com direito a 28 x 10 no último período para o Flamengo. A mudança de postura serviu para mostrar exatamente que a equipe do técnico Gustavo de Conti além dos chutes de três jogava também com variedades em jogadas, e claro com a melhor defesa do basquete na américa latina.

Champions League Américas Basquete. Invictus!

No dia 03 de fevereiro de 2021 a grande saga das américas começava, o FlaBasquete mais uma vez teria como grande rival o Minas Tênis Clube.

Estreia com vitória maiúscula 79 x 69, e premissa do que aconteceria no campeonato até o jogo final.

No dia 09 de março mais uma vitória em cima do Minas em jogo decidido nos minutos finais 96 x 93, e uma lesão que tiraria Franco Balbi do resto da temporada.

Ainda em março no dia 19 uma contratação pontual viria para agregar e tentar suprir um pouco a falta de Franco Balbi. O Armador argentino Diego Figueredo chegava para ajudar a equipe apenas na competição internacional, pois as inscrições no NBB já haviam terminado.

Final oito na Champions e FraBasquete dono das Américas

Enquanto no NBB a equipe passava o trator, no dia 10 de abril, a estreia na fase final da champions League.

Vitória sobre o Caballos de Cocle nas quartas de finais por 74 x 59 e mais um susto. Na partida Chuzito Gonzales acabou sofrendo fratura em um dos dedos e se tornaria desfalque para as semifinais.

No dia 11 de abril, sem Franco Balbi; sem Olivinha com desconforto muscular e ainda sem Chuzito, o Mengão bateria o São Paulo por 75 x 66 com atuação coletiva impecável.

Na final o time da casa Real Esteli, e um jogo surpreendente

Na Nicaragua o Flamengo faria a final da Champions contra uma equipe que para a maioria esmagadora dos amantes do basquete sequer chegaria a fase final.

Partida soberba de Yago Matheus e Rafael Hettsheimer e o terceiro título na temporada. A Champions era do Mengão.

Atenções voltadas para o NBB

Título carioca, da copa super 8 e da Champions, um time normal relaxaria depois de tanta tensão na final do continental, mas o FlaBasquete mostrava cada vez mais seu repertório. Todos nós presenciávamos a história sendo escrita.

Em 28 de abril. Estreia nos playoffs do NBB, confronto seria contra o Mogi. Quartas de final 2 jogos a 0, e o avanço para mais uma semifinal.

Na semifinal que começou em 10 de maio, o Paulistano seria varrido por 3 jojos a 0 garantindo assim a grande vaga para final.

NBB 13 o ato final.

A final contra o São Paulo seria a primeira do Novo Basquete Brasil com 2 equipes de camisa do futebol, a equipe paulista em sua segunda temporada tentaria algo inédito que seria ganhar o título em tão pouco tempo de existência, porém esqueceu de combinar com o Flamengo.

Jogo 1 (22 de maio)

Partida tensa, equilibrada e com emoção até a última bola que visitará os sonhos Rubro-Negros para sempre.

Yago Mateus, aquele que lá no começo dessa história foi citado que ouviríamos falar muito dele, decidiu no estourar do cronômetro, e nos deu o 1 x 0. 96 x 93

Jogo 2 (24 de Maio)

Mais uma partida espetacular decidida na última bola. Um Flamengo elétrico contra um São Paulo guerreiro.

O pivô Renan do São Paulo teve o último arremesso que convertido daria a vitória para equipe paulista.

Arremesso brincou no aro e não caiu, Flamengo 82 x 81, 2 x 0 na série.

Jogo 3 (27 de Maio) 34/34

O terceiro jogo da final viria para confirmar não só a varrida nas finais, mas também uma varrida completa nos playoffs. 8 vitórias em 8 jogos.

Em 2021 34 vitórias em 34 jogos. Na temporada 59 vitórias em 63 jogos.

Um desempenho fora da curva que faz o FlaBasquete ser o alvo de todos que queiram quebrar recordes daqui para frente.

Um elenco pensado e montado de forma minuciosa com cada detalhe completando o detalhe anterior.

Tudo se encaixou neste time que começou a temporada no dia 27 de setembro contra o modesto Atitude pelo campeonato carioca e terminou exatamente 8 meses depois no dia 27 de Maio vencendo o São Paulo, onde o sucesso provavelmente esteja no respeito e comprometimento por todo time, contra qualquer adversário que fosse.

A vontade de vencer, e a possibilidade de fazer história desafiava todo este elenco que se fez história e carimbou o nome de vez no Clube De Regatas do Flamengo.

Os campeões!

Yago, Lucas Martínez, Marquinhos, Hettsheimeir, Jhonatan, Chuzito, Ruan, Rafael Mineiro, Camargo, Rafael Rachel, Leo Demetrio, Franco Balbi, Diego Figueiredo. Técnico: Gustavo De Conti. 

Comissão Técnica!

Bem Vindo ao Redação Rubro Negra