Início Queimados na baixada tem um Ciep abandonado há mais de dez anos

Queimados na baixada tem um Ciep abandonado há mais de dez anos

Ciep 023 Jesus Soares Pereira está abandonado durante mais de uma década

por Pedro Carlos Ferreira
0 comentário
Queimados tem um Ciep abandonado há mais de dez anos
Queimados tem um Ciep abandonado há mais de dez anos

Queimados tem um Ciep abandonado há mais de dez anos

 

Rio de Janeiro- Baixada Fluminense- Queimados

Por Jornalista Pedro Carlos Ferreira

Ciep 023 o retrato do abandono na Baixada e promessas que não saíram do papel

Localizado no Município de Queimados na Baixada Fluminense no bairro do Fanchem, o Ciep 023 foi construído e inaugurado pelo ex-governador Leonel Brizola, junto com sua secretária de educação Yara Vargas, durante anos o governo do estado manteve a administração, até municipalizar e ficar esquecido pelo poder público, uma obra que mostra o desperdício do dinheiro público na Baixada, onde crianças precisam de estudo.

O Ciep  023 foi entregue ao ex-prefeito e atual deputado estadual Max Lemos que ficou em duas gestões entre 2009-2012 e 2013 e 2016, nesta primeira gestão foi fechado com a promessa de construção de um polo da UERJ, promessa que não saiu do papel e que gerou descontentamento de moradores, isto porque o Ciep virou local de consumo de drogas, após ser totalmente depredado por vândalos, o Ciep 023 iniciou-se uma reforma, onde passou por pintura e nova promessa de uma outra unidade, desta vez uma FAETC, onde até houve  até indicação de gestor na unidade que nunca funcionou, desde então as obras estão paralisadas e os alunos que sonham obter uma formação técnica precisam sair do município que não oferece o serviço.

Queimados na Baixada sofre com falta de professores e formação tecnológica

Desde que Queimados se emancipou, umas das maiores lutas dentre tantas é manter uma unidade de formação tecnológica na região da Baixada, a FAETC chegou funcionar em um imóvel alugado no bairro do São Roque, mas o espaço segundo ex-alunos era impróprio para laboratório.

Em 17 de fevereiro de 2020, o Secretário Estadual de Ciência e Tecnologia, Leonardo Rodrigues anunciou  junto com o Deputado Max Lemos no Ciep que o local iria abrigar a FAETC e também um polo do CEDERJ ( Centro de Educação a Distânciado Estado do Rio de Janeiro), a promessa era de um investimento de R$: 45 milhões no local por meio da Lei nº 8392/19, dinheiro que não foi gasto no local que somente passou por pintura e ainda faltam janelas e acabamentos internos, além de ar condicionados para climatização.

Umas das maiores reclamações dos pais no município da Baixada, Queimados enfrenta séries de reclamações, a Redação Rede de Notícias conversou com o senhor Acelino André que tem seu filho estudando na escola Diva Martins no Bairro da Pedreira, segundo o Pai, a falta de professores na rede municipal traz insatisfação e deixa com insegurança na aprendizagem de seu filho, outras escolas como Ana Maria Perobelli a reclamação é a mesma dos pais, a falta de professores, esta semana houve protestos na Escola Municipal Leopoldo Machado, onde a diretora Simone Holanda foi exonerada.

Baixada, Queimados e os tablets

O Ministério Público do estado e o Tribunal de contas, investigam a compra de tablets pelo atual prefeito de Queimados Glauco Kaizer, o gestor comprou os equipamento sem licitação e até hoje não foram distribuídos para os alunos, segundo a Deputada Alana Passos, os equipamentos quando forem distribuídos, terão que passar por manutenção, uma vez que as baterias estão paradas, a Deputada já abriu diversos protocolos pedindo informações e foi presencialmente para apurar junto com sua assessoria, uma das questões é como os alunos irão utilizar os tablets fora das unidades escolares, pois precisarão sinal de internet.

 

 

 

Jornalismo Pedro Carlos Ferreira

Siga-nos nas redes sociais https://www.facebook.com/redacaorededenoticias/

 

 

Soledad_Home

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

You may also like

Deixe um Comentário

Site de notícias do Brasil e do Mundo informação.