Início Quem é e como joga Paulo Sousa, Técnico do Flamengo

Quem é e como joga Paulo Sousa, Técnico do Flamengo

por Leonardo Monteiro
0 comentário
Paulo Sousa e dirigentes do Flamengo
Auto intitulado "Romântico do Futebol", Português chega ao Flamengo para impor seu estilo de jogo e reviver os velhos tempos de Jorge Jesus 

Depois de toda a maratona no último mês de dezembro pelos dirigentes do Flamengo em viagens pela Europa na busca de um novo treinador, o clube virou o ano com o novo comandante. Paulo Manoel Carvalho Sousa ou apenas Paulo Sousa é mais uma aposta (como sempre foi tudo no Flamengo) da escola portuguesa na tentativa de que se repita os bons tempos do último Português que deu muitas glórias ao Flamengo, apesar de também ter dado muita dor de cabeça ao clube no ano seguinte com a sua saída repentina. Muito empolgado com o novo desafio da carreira e cheio de conceitos a serem implementados, o treinador de 51 anos antes de chegar no Rio assistiu vídeos dos jogos do time para ir conhecendo os atletas de forma preliminar e apontar possíveis erros e problemas a serem superados.

paulo-sousa-e-apresentado-no-flamengo-Redacao-Rubro-Negra
Paulo Sousa no desembarque no Rio junto com Marcos Braz e Bruno Spindell. Fonte: ACrítica.Net

Técnico gerou polêmica com a seleção da Polônia antes de seguir para o Flamengo

Não demorou muito para Paulo Sousa aceitar o convite do Flamengo, porém aceitar esse convite para agora gerou uma grande fúria junto ao seu emprego em atividade, a Seleção da Polônia. Isso porque o treinador deixa o comando Polonês faltando 3 meses para os jogos da Polônia valendo para repescagem de classificação para a Copa 2022. Situação tensa que chegou a ponto da Federação Polonesa informar que não iria libera-lo, mesmo com o pagamento da multa rescisória feita pelo Técnico. No fim, houve a liberação. E no comando dos poloneses, Paulo Sousa fez campanha bem discreta, apenas 6 vitórias e 5 empates em 15 jogos, vencendo apenas adversários de pouca expressão como Albânia, Andorra e San Marino. Campanha ruim junto a saída repentina, inevitavelmente causaram tanto desgaste final do Técnico com os poloneses.

Paulo-Sousa-e-Lewandowski-Redacao- Rubro-Negra
Paulo Sousa cumprimentando a estrela Robert Lewandowski em jogo da Seleção da Polônia. Fonte: Metrópoles

Paulo Sousa, o Técnico de campanhas discretas para elencos discretos

As estatísticas em geral, não favorecem muito os trabalhos recentes de Paulo Sousa, porém em todas vezes lhe faltaram elencos de qualidade, diferente de quando era jogador e integrou grandes times com grandes títulos, casos na Juventus-ITA e no Borussia Dortmund-ALE aonde sagrou-se campeão europeu de clubes em ambos. Foi ainda jogador da Seleção Portuguesa, disputando 2 vezes a Euro e uma Copa do Mundo. Após encerrar a carreira de jogador, começou como Técnico Sub-16 de Portugal e Auxiliar Técnico de Felipão na Seleção Portuguesa em 2008. Depois dirigiu modestos clubes pelo Reino Unido conseguindo seus primeiros títulos na Hungria, foi também campeão em seguida em Israel e na Suíça. Depois foi para Itália, China e França sem maiores destaques. Isso porque em todos esses lugares, recebeu times de pouca qualidade técnica, incluindo o último trabalho, a Polônia.

Estatísiticas-Paulo-Sousa-Redacao-Rubro-Negra
Desempenho de Paulo Sousa em seus últimos trabalhos. Fonte: ESPN Brasil

Paulo Sousa, o Técnico “romântico” de futebol

De acordo com os últimos trabalhos do Técnico, Paulo Sousa costuma adotar o esquema de jogo 3-4-2-1, com alas alinhados aos volantes que aparecem à frente dos zagueiros, dois meias mais adiante, formando um “quadrado” de meio-campistas e um atacante. É uma metodologia básica de trabalho, porém não é exclusiva, pode variar de acordo com o adversário ou pelo elenco que tem em mãos. Ele é um dos herdeiros da ideia do jogo posicional (a mesma filosofia que Domenic Torrent tentou implantar ano passado no Flamengo). Enquanto seus meias ficam com a bola, os outros atletas, ocupam faixas e espaços no campo em que circularão, dando opções aos jogadores de articulação, procurando o melhor posicionamento para receber os passes. Seu jogo é de paciência, buscando o erro do adversário. Para isso, o treinador abusa de volantes construtores, meias ou laterais para atuarem abertos. Por outro lado, é também um de seus pontos fracos: a equipe fica exposta a contra-ataques quando perde a bola no setor.

Comissao-Tecnica-Paulo-Sousa-observando-jogadores-Flamengo-Redacao-Rubro-Negra
Comissão Técnica de Paulo Sousa observa jogadores do Flamengo. Fonte: Gávea News

Um novo mister no Flamengo? É preciso apoiar o projeto!

Como tudo sempre foi no Flamengo, está chegando mais uma aposta. É algo que pode dar certo ou não. Jorge Jesus foi uma aposta que deu certo. Pablo Mari foi uma aposta que deu certo. Gerson, desprestigiado na Europa, foi uma aposta que deu certo. E como tudo que se aplica a Flamengo, é fundamental acompanhar e principalmente apoiar, torcer para dar certo. Fazer cara feia para um Técnico que não teve grandes conquistas recentes não vai ajudar. Mas é de grande prestígio ter um Técnico que abriu mão de treinar uma Seleção para ser Técnico do Mais Querido do Brasil (e o mais odiado também), um ponto de vista justo e importante. Logo é preciso ter motivação, paciência para os resultados e incentivo a um profissional que até o momento mostra-se focado em fazer o Flamengo ser campeão novamente.

Paulo-sousa-e-gabriel-barbosa-Redacao-Rubro-Negra
Paulo Sousa cumprimentando o ídolo Gabi. Fonte: Extra

Veja também:

Flamengo apresenta Paulo Sousa, novo técnico de futebol

Mauro César diz que Paulo Sousa fez uma declaração política para cativar a torcida

Copa Super 8 de Basquete começa com polêmicas e um Fla Basquete querendo hegemonia

You may also like

Deixe um Comentário

Site de notícias do Brasil e do Mundo informação.