Um Flamengo sempre imponente em decisões da Libertadores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Flamengo Bi Campeão Libertadores
Certicação por Equivalência em 45 dias
Números das equipes campeãs de 1981 e 2019 mostram que o manto sagrado vence com total autoridade em campo

O dia mais importante deste ano para os corações rubro-negros finalmente chegou: O Flamengo entra em campo hoje para disputar a final de Libertadores 2021, somando 3 decisões na sua história, a 2ª em 2 anos. De 1981 para 2019 foi uma longa espera, mas desde a última final, parece até que foi ontem. A ansiedade toma conta da nação rubro-negra e provavelmente a maior parte da torcida mal conseguiu dormir de ontem para hoje. Para acalmar um pouco mais os corações rubro-negros, além dos confrontos contra o Palmeiras, seu adversário da final, amplamente favoráveis nos últimos 4 anos, o Flamengo mostrou que nas duas decisões disputadas da competição da sua história, e campeão nas 2 vezes, não deixa nenhuma dúvida: “vestiu rubro-negro, não tem pra ninguém”.

Flamengo, bi campeão da Libertadores 2019
Flamengo, bi campeão da Libertadores 2019. Foto/Divulgação: ES Brasil

Em novembro de 81… a Libertadores conquistada na base da guerra

No dia 23 de novembro de 1981, o Flamengo fez mais do que nunca valer sua tradição de dar o sangue numa final de campeonato e dessa vez isso aconteceu literalmente. O Cobreloa do Chile tentou conquistar a Libertadores a todo custo, o que nesse caso foram as vias de fato. No formato da competição a época, a decisão ocorreu em 3 jogos, todos muito duros, sobretudo pelo zagueiro chileno Mario Soto e seu anel responsável por derramar sangue nos rostos de Lico e Adílio. Vitória por 2 x 1 no Maracanã, derrota para os chilenos por 1 x 0 no Estádio Nacional em Santiago e Mengão 2 x 0 com 2 gols de Zico no jogo decisivo no Estádio Centenário no Uruguai, mesmo palco da decisão de hoje. Vitória no sangue, na raça e com números absolutos na competição de um verdadeiro campeão: 31 gols marcados em 14 jogos, média de 2,2 gols por partida e consagrando Zico o craque e artilheiro do torneio com 11 gols.

Jogadores do Flamengo comemorando o título contra o Cobreloa-CHI em 1981
Jogadores do Flamengo comemorando o título contra o Cobreloa-CHI em 1981. Foto/Divulgação: Lendas do Futebol

Em novembro de 2019… La Gloria Eterna do Flamengo a moda Portuguesa

Demorou 38 anos mas enfim, a espera na fila terminou. O bi campeonato da Libertadores de 2019 no Peru contra o fortíssimo time do River Plate da Argentina, coroou um dos anos mais mágicos e inesquecíveis da história do Flamengo sob a batuta do técnico português Jorge Jesus que ainda teve o hepta campeonato brasileiro, além de campeão carioca, campeão da Super Copa do Brasil e da Recopa Sulamericana. Um Flamengo de 2019 incansável de conquistar títulos que na vitória por 2 x 0 sobre os argentinos e de virada, mostrou a maior característica do manto sagrado, a de não desistir nunca nos momentos mais importantes e de apresentar um time campeão com números inquestionáveis: Melhor ataque da competição com 24 gols em 13 jogos e consagrando Gabi como craque e artilheiro da competição com 9 gols. La Gloria Eterna de volta na sala de troféus da Gávea e que emocionou demais a nação rubro-negra, ligada no jogo em todo o planeta.

Gabi comemorando seu gol do título do Bi Campeonato da Libertadores
Gabi comemorando seu gol do título do Bi Campeonato da Libertadores. Foto/Divulgação: Gaucha Zero Hora

A inspiração do passado glorioso rumo ao Tri da Libertadores

Como é possível observar, em todas as vezes que o Flamengo se tornou campeão da Libertadores, não foi por acaso, não teve apenas sorte. Foram decisões com muita história importante pra contar dentro e fora de campo, como na decisão de 1981 que além da covardia dos jogadores adversários a apelar para a mais pura violência, ainda teve que improvisar o uniforme para a decisão, pois o equipamento dos jogadores simplesmente foi extraviado no aeroporto. Seja na decisão de 2019 que foi trocada sua sede as pressas, de Santiago no Chile para Lima no Peru devido a fortes instabilidades políticas na sede inicial. Um clube que se reestruturou, se tornando o mais bem organizado das Américas e que tende a tratar decisões de Libertadores como uma rotina, tem em todo o seu passado, tanto o mais remoto quanto o recente, além da ampla estatística a favor contra seu adversário de jogo e finalmente atuando com sua força máxima em campo, compõem os ingredientes que atiçam a inspiração para o Tri Campeonato da Libertadores. La Gloria Eterna mais próxima do que nunca novamente.

Zico marca contra o Cobreloa-CHI e Flamengo conquista a Libertadores em 1981
Zico marca contra o Cobreloa-CHI e Flamengo conquista a Libertadores em 1981. Foto/Divulgação: Anotando Fútbol.

Veja também:

Imprensa uruguaia destaca importância de Arrascaeta para o Flamengo

Torcida mais uma vez deu carinho e Aero Fla deu show!

VEJA TAMBÉM

Flamengo já tem anúncio da venda do atacante Michael preparado

Flamengo já tem anúncio da venda do atacante Michael preparado

Michael revelou para o departamento médico do Flamengo que estava passando por umas das maiores barreiras que o ser humano pode passar no fator psicológico, Depressivo e infeliz, Michael tinha perdidoa vontade de fazer o que mais gosta; Jogar futebol.
O craque procurou apoio psicológico e superou, em 2021 foi o primeiro jogador do futebol profissional a voltar antes das férias e disputou o início do Campeonato Carioca entre os Garotos do Ninho.
Logo se via o Michael dedicado e treinando nas férias e dizendo: – O menino Maluquinho vai voltar voando.
Michael fez sua redenção na sua melhor temporada com a camisa do Flamengo, marcava gols decisivos, era a alegria que a torcida rubro negra estava sentindo falta desde a saída do técnico Jorge Jesus.
Apelidado de Menino Maluquinho pelo narrador esportivo José Carlos Araújo- o Verdadeiro Garotinho, Michael virou xodó da torcida do Flamengo, mesmo na reserva, ele não se incomodava e dizia que estaria sempre a disposição da comissão técnica para ajudar a equipe, passou ser o décimo segundo jogador em campo, e fazia os adversários ficarem sem noção com suas jogadas acrobáticas.

2022, que comece a chatice!!!

Vai começar o Buraco Negro dos esportes Eta porra… E isso lá é jeito de tratar o Campeonato Mais Charmoso do Brasil? 🤣🤣🤣🤣 Pior que

Fica Andreas X Fora Andreas

Há coerências e incoerências de ambos os lados Faltando uma semana pra bola rolar… E é hora de deixar de lado o chinelinho. 😭😭😭 O

Deixe um comentário

Bem Vindo ao Redação Rubro Negra